sexta-feira, 23 de maio de 2008

A Lei de Murphy nos acampamentos! (Parte I)

01. A distância até um determinado ponto permanece constante à medida que se aproxima o pôr do sol.

02. A quantidade de mosquitos num determinado ponto é inversamente proporcional à quantidade de repelente que temos.

03. A quantidade de casos de diarreia aumenta quanto mais tempo demoramos para fazer a latrina.

04. A temperatura ambiente é sempre inversamente proporcional à quantidade de agasalhos que trazemos.

05. A quantidade de estacas que temos é sempre igual a N-1, onde N é o número necessário para segurar a tenda.

06. O botijão de gás está sempre cheio quando pegamos nele em casa, e misteriosamente esvazia quando chegamos ao acampamento.

07. Os fósforos têm a misteriosa capacidade de se molharem sem estar próximos da água.

08. Chove sempre do lado da tenda onde dormes.

09. O papel higiénico sempre acaba quando vc decide que é hora de ir ao banheiro.

10. Sente vontade de tomar uma ducha cinco minutos após iniciar qualquer caminhada.

12. Nas caminhadas, todos os galhos de arbustos estão sempre à altura do teu rosto ou abaixo do teu cinto.

13. O peso da tua mochila não permanece constante durante a caminhada.

14. Geralmente, a roupa à prova de água ou equipamento, não é!.

15. Geralmente só se encontra pessoas do sexo oposto quando mal acaba de sair do banheiro, depois de um violento ataque de diarreia que te deixou verde...

16. O sol põe-se três vezes mais rápido que o normal quando esta montando sua barraca...

17. O sol põe-se três vezes mais rápido do que o normal quando vc ainda não preparou nada para comer...

18. Se vc trabalha, acrescente sempre um dia extra ao teu pedido de férias para um acampamento, porque, quando volta, estás tão estourado que é impossível pensar em qualquer outra coisa senão a cama, sopa e vitaminas...

19. Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.

20. Só sabe a profundidade da poça quem cai nela.

21. Quanto mais cuidadosamente planejar um acampamento, maior será a sua confusão mental quando algo der errado.

22. Não importa para onde é a tua caminhada; é sempre encosta acima e contra o vento.

23. Toda a partícula que voa encontra sempre um olho.

24. Sorria! Amanhã será pior.

25. Terá a certeza que é um mau dia quando: o sol nasce no oeste; saia da tenda e os teus sapatos estão molhados; o passarinho cantando lá fora é um abutre.

26. Na tenda, quem ronca é sempre o primeiro a adormecer.

27. Mais vale um pássaro na mão do que um voando sobre a tua cabeça.

28. O material do acampamento é danificado na proporção direta do seu valor.

29. Se conseguir manter a cabeça fria enquanto à tua volta todos perdem a deles, provavelmente é porque vc não entendeu a gravidade da situação.

30. Os primeiros 90% da montagem de um acampamento demoram 90% do tempo para a sua execução. Os restantes 10% demoram outros 90%.

31. Se um acampamento parece que está tudo bem, é óbvio que vc esqueceu de algo.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Feriadão, um dos ultimos....


É isso ae galera, mais um feriadão chegou chegando e eu tentando me programar para quem sabe rolar um camping e não rolou camping desta vez. Para falar a verdade to sem grana e pensando bem não poderia ir, como não fui.

Deveria ter aproveitado, ja que este é uns dos últimos feriados prolongados do ano. Isso pq nos feriados estaduais e municipais eu trabalhei normalmente.

Provavelmente iria a Atibaia, no Atibaia Campo, a escolha foi fácil. É um dos poucos que tem piscina aquecida e com o frio que vai e volta a SP é melhor garantir. Valor da diária por pessoa: R$ 20,00.

Não sei se postarei amanhã. Desejo a todos um excelente feriado e obrigado por visitar o blog. Bom camping a todos!

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Revolucionário Kit de Sobrevivência, em lata de sardinha.


Antes de parecer estranha, a idéia realmente é fantástica, uma daquelas idéias que nos faz pensar "isso é tão simples, mas como nunca pensaram nisso antes?". O Kit de Sobrevivência em lata pretende - se não eliminar todos os problemas de quem se perde - pelo menos fazer com que os aventureiros de plantão sintam-se um pouco mais tranquilos, caso encontrem-se em uma situação difícil.

O "Survival Kit", como é conhecido, vem acondicionado dentro de uma latinha semelhante às de sardinha, que além de ser à prova d'água também flutua e serve como uma panelinha ou caneca. Dentro dela você encontra objetos simples, mas que em situações de emergência poderão garantir a sobrevivência de uma pessoa, como:

- antibiótico,
- esparadrapos,
- analgésico,
- lenço umedecido com álcool,
- bússola,
- sal,
- açúcar,
- barra energética,
- pastilha inflamável,
- fósforos,
- orientações para primeiros socorros,
- linha e anzol,
- caderno para anotações,
- lápis,
- lâmina,
- goma de mascar,
- superfície refletiva,
- fita adesiva,
- chá,
- saco à prova d’água,
- alfinete de segurança,
- apito,
- e um clips.
O kit, que pode ser adquirido pela internet, diretamente dos EUA, custa US$ 12,99 e o credencia como uma excelente opção sobretudo para os aventureiros de final de semana.

Fonte: O Buteco da Net

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Mini Geladeira/Aquecedor e Congelador de Viagem 9 Litros

O mercado de produtos para camping parece estar mesmo participando do bom momento que a economia nacional atravessa. A algum tempo que não vejo noticias de campings e lojas de artigos para camping fechando suas portas. Outro fator que leva a pensar nisso são a qtde de empresas e lojas que se dedicam a venda de produtos para o setor. Desta vez é a Black e Decker que começa a entrar nesse mercado lançando uma mini geladeira com varias funções.

  • Sistema Termo-Elétrico.
  • Detecta a temperatura do ambiente externo e se regula automaticamente para manter ótima temperatura interna.
  • Resfria e Aquece até 26,7°C acima ou abaixo da temperatura ambiente.
  • Compartimento para Congelar.
  • Protetor de Bateria - Se desliga quando a carga esta baixa.
  • Design Compacto - Fácil acesso. Cabe entre o console e o assoalho.
  • Cabo de alimentação de 2 Metros
  • Capacidade para 12 latas de 350ml
  • pode ser carregada através da bateria do carro.
Preço medio: R$ 400,00 reais.

Fonte: clique aqui.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Pq as lâmpadas atraem insetos?

Ao contrario do que muita gente pensa, os insetos não são atraídos pelo calor das lâmpadas, se fossem eles mergulhariam nas fogueiras e até no fogão de casa. Vamos primeiro sanar essa confusão.

Os mosquitos hematófagos podem localizar no escuro os animais de sangue quente pela emissão de calor de seus corpos, mas isso não está relacionado á luz ou luzes.

Em segundo lugar, os insetos são atraídos pela luz branca ou de outras cores, exceto pela cor do fogo. As cores nas frequências luminosas do amarelo alaranjado e vermelho os repele. Luz amarela é usada como repelente de insetos.

Em terceiro lugar, porque eles fazem isso? Os insetos se orientam pela luz do Sol e pela luz proveniente da Lua e das estrelas. Voam à noite porque estão mais protegidos dos predadores e também porque a noite não sofrem queimaduras solares e desidratação. Cupins voadores e formigas voadoras são fêmeas cheias de ovos que procuram atingir altas altitudes para serem transportados pelas correntes de ventos e irem disseminar suas espécies para locais afastados de onde nasceram. As luzes artificiais iludem esses insetos que são programados para voar em direção ás luzes do céu e se enganam com as nossas luzes domésticas.

Esse instinto já nasce com eles, visto que a maioria desses insetos voadores em torno de luzes, são chamados por efemerópteros ou sejam asas efêmeras porque nascem crescem se reproduzem e morrem em apenas 2 ou 3 dias.

A lâmpada anti-inseto funciona como uma lâmpada comum, porém o revestimento especial de seu bulbo deixa passar somente a radiação amarela, que não atrai insetos. Clique aqui e veja.

Mesa Dobrável Quechua.

Esta é uma boa opção para quem precisa de uma mesa de qualidade, compacta e peso razoável. A mesa dobrável Quechua pode ser encontrada na Décathlon com a opção dos bancos. O preço não é dos mais acessíveis, R$ 159,90 somente a mesa. Existe a opção de compra parcelada.
Tamanho: 120 X 60 cm. Ideal para quatro pessoas, mas comporta até seis pessoas.
Fechada: 60 X 60 X 7. Com alça de transporte.
Pés em aço e reforços em alumínio, não enferruja. Peso: 5.2 kg.

Ótima opção para quem deseja um produto de excelente qualidade e funcional. Eu já conhecia a mesa, vi em uma loja da Décathlon e adorei, mas na época o preço da mesa com dois bancos era de R$280,00, fora das minhas condições.

Quem quiser fazer um grande investimento pode aproveitar o preço mais baixo e comprar sem os bancos. Vale Lembrar que a marca dispensa comentários. Eu mesmo to pensando em comprar uma, visto que no meu ultimo acampento usei uma mesa, dessas de bar, emprestada do meu tio.

Essa dica veio através do Orkut, via comunidade Barraca e Chimarrão, que por sinal tem excelente dicas. Quem estiver no orkut pode add.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

sábado, 3 de maio de 2008

Acampar no frio sem virar picolé?

Acampar no inverno, nas frias regiões de montanha, é uma preferência entre muitos campistas, inclusive meu colega, campista e blogueiro Alexandre está planejando acampar no sul do pais bem no inverno, deve estar maluco... Mas, para que se curta este prazer, é preciso estar equipado contra o frio. Antes de armar a barraca, faça uma base com jornais ou plástico bolha em baixo da barraca. Utilize de preferência barracas do tipo iglu com teto duplo e que cubram completamente toda a barraca. De preferência aos sacos de dormir.

O site Acamp da uma dica da qual eu já mais tinha visto, "nós que gostamos de acampar com muito frio, desenvolvemos a opção de utilizar uma barraca menor armada no interior de uma maior", e outra dica "uma dica que descobrimos por acaso: Utilize um lençol por cima de todas as cobertas. Experimente!"

Não subestime o inverno e leve roupas adequadas para o clima e acessórios como luvas e gorros de lã. Um grande prazer, é a noite preparar um fondue de queijo ou chocolate. Convide os seus vizinhos.

Tomando todos os cuidados é plenamente possível acampar no frio e digo mais, a idéia da barraca dentro da outra pode até ajudar, mas não acho necessária. Tendo uma barraca de qualidade com boa resistência a chuva (já que o sereno vai molhar a barraca tanto como uma chuva) da para curtir legal, mas leve sempre alguma roupa e cobertor extra e deixe se possível no carro, assim caso entre agua em sua barraca e molhe algumas peças terá como substitui-las sem passar frio.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Por isso que acampamos...

Longe da poluição, do estress, daquele vizinho barulhento, eis a melhor solução...

Diários de viagem. Acapando na Serra do Japi.


O campista e aventureiro Elias relatou como foi sua primeira expedição na Serra do Japi para o site Webventure, confira aqui como foi essa experiência.

A Serra do Japi foi a minha primeira experiência com acampamento. Em 1998 eu e um amigo, Rodrigo Bonaparte ,resolvemos ir acampar. Compramos sacos de dormir, kit-panelas, lanterna e a barraca Iglu peguei do meu irmão. Faltava só o local. Lembrei do sítio do meu tio, no qual eu não ia há uns 10 anos.O sítio fica em Cabreúva (SP), ao lado da Serra. Inclusive uma parte do sítio cobre a Serra. Então seria este o local ideal, pois estaríamos em um dos picos da Serra do Japi e, em propriedade do meu tio, poderíamos então acampar sem problemas. A sede do sítio fica na parte baixa e a parte alta é utilizada como pasto para o gado.Bem, como estávamos em propriedade particular, não precisamos de muita burocracia e poderíamos acampar e fazer uma fogueira, lógico que tomando todas as precauções necessárias para não colocar fogo na mata. Como minha primeira experiência, a Serra do Japi foi uma mãe, aquela que diz "cuidado, você ainda é uma criança". E isso é totalmente a verdade, pois cometemos muitos erros e um deles foi a falta de planejamento. Achávamos que só porque tínhamos comida e barraca o resto não importava mais.Tomamos decisões arriscadas de última hora. Chegamos no sítio às 16h e o planejado era pernoitar na sede do sítio e ao amanhecer atacar o cume da montanha, descansados e alimentados. Além de tudo, teríamos toda a luz do dia para achar as trilhas certas. Então, decidimos atacar o cume já naquele momento, pois assim teríamos uma noite a mais na montanha. Enrascada - Resolvemos arriscar, mas partimos por volta das 17h e tínhamos menos que uma hora de luz. Quando chegamos ao pé da montanha já estava escuro e conseguíamos ver o topo, mas a trilha havia sumido. A falta de experiência em achar trilhas nos fez decidir em subir a montanha em linha reta, direto até o pico. Estávamos com mochilas em torno de 15 kg cada um e fazer uma subida assim seria muito desgastante, mas só desta maneira teríamos certeza que não erraríamos o alvo.Após duas horas de uma desgastante subida, alcançamos o topo. Teríamos que armar a barraca em plena escuridão, sem prática nenhuma e sem preparar o terreno, pois estávamos muito cansados e queríamos apenas dormir. Também não iríamos conseguir cozinhar, pois não estávamos achando lenha para a fogueira. A saída foi comermos um pouco de bolacha recheada que restava e, já que a água havia terminado, o único líquido que tínhamos era uma garrafa de vinho que havíamos levado, pois era maio e na Serra faz muito frio. Imagina comendo doce com vinho, aquilo era melhor do que sonífero.Mas esse sonífero só funcionou para o Rodrigo, que dormiu que nem uma pedra, enquanto eu varei a noite de olhos arregalados, pois a minha adrenalina estava tão alta quanto eu. A cada meia hora abria a janela para ver como estava o tempo, pois estava ventando tanto que se nós não estivéssemos dentro da barraca ela já teria voado longe.

Ao amanhecer, às 5h45 (lógico que eu estava acordado) foi que tivemos a recompensa de toda aquela noite de sacrifícios. Quando eu vi que havia clareado, resolvi abrir a janela pela milésima vez. Não estava entendendo o que estava vendo, pois estava tudo meio branco lá fora. Resolvi sair para conferir. Estava ventando muito e a temperatura devia estar por volta de 6° C, mas isso não foi o suficiente para me impedir de fazer algumas fotos daquele momento único. Não estávamos conseguindo ver o sítio, pois a neblina encobriu tudo lá embaixo. Simplesmente foi um amanhecer maravilhoso.No total, acompanhamos o sol nascer três vezes na montanha, mas nenhum outro dia foi assim. Nos outros dias o céu amanheceu completamente limpo. Foi então que demos o valor pela decisão que tivemos de subir a montanha naquele dia. Foi uma decisão errada, mas com uma gratificação maravilhosa.O pôr-do-sol foi igualmente lindo, e também somente neste dia, pois nos outros dias o céu esteve nublado. Uma lição para um fotógrafo de natureza é que não existe um dia igual ao outro. Se de repente você se deparar com uma imagem bonita, não pense que amanhã você encontrará a mesma situação. Não perca tempo e registre o momento. Existem também algumas imagens que para retratá-las precisamos analisar o melhor momento do dia que, melhor dizendo, seria a melhor luz do dia.Um exemplo real disso é que após revelar estas fotos, tive algumas idéias diferentes de composição para o pôr-do-sol e para o amanhecer sobre as nuvens. Resolvi retornar dois meses depois, mas é lógico que uma outra investida dessas leva tempo, planejamento e dinheiro. O resultado foi que em todo pôr-do-sol o céu estava nublado e em todo amanhecer não havia neblina, e o planejado que era acampar três dias também não foi possível, pois o tempo piorou e havia ameaça de tempestade. A solução foi levantar acampamento e retornar para casa, com mais uma lição de vida.

Fonte, clique aqui.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Camping no Canadá é assim, conforto máximo!

Barraca Coleman, com cama de madeira feita sob medida (colchão de ar de tamanho ajustável com bomba e superfície de espuma) que não deixa nada a desejar a uma cama tradicional. O dono da barraca monstro como ele mesmo diz, acampa com mais uma pessoa somente e diz gostar do conforto que a cama e a barraca proporcionam. O peso não é problema pois sempre acampa de carro. O chão da barraca tem até um tapete, além de toda a mobília. Segundo ele esse é o caminho certo.

Perguntas:
  • Isso é camping?
  • Precisa de tudo isso?
Gostaram? Comentem?