terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Quero uma dessa...T4 XL.

Depois que vi essa belezinha na Decathlon me apaixonei...R$ 399,00 reais...Uma excelente barraca. Apesar que qualquer uma da Quechua é muito boa, até as pequenas...Esta tem grande espaço para armazenamento e até mesmo se esconder da chuva, guardar o isopor e as cadeiras a noite, sem ter que levar tudo para o carro ou dentro da barraca.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

PARABÉNS PRA VC!!!


Neste dia 01/12 o Camping Total comemora seu primeiro aniversário! O blog criado a um ano atrás para discutir ideias e relatos de viagens se tornou um hobby e hoje é acessado e conhecido por muitas campistas.

Nossa marca de visitas tem aumentado gradativamente e mesmo com a falta de atualizações tem batido recordes de visita. Agradeço a todos que colaboraram conosco, deixando seus comentários, discutindo informações, enviados emails ou apenas acessado o blog. Agradeço aos blogs parceiros que nos enviam muitas visitas, em especial ao Barraca e Chimarrão e ao grande Alexandre que muitas vezes comentamos ideias e postagens só para o blog não ficar "paradão". Obrigado a todos os blogs campistas que tem um só ideal, divulgar o camping na sua melhor forma!!

Um abraço a todos!

Meu muito obrigado!

Barraquear...

A um mês, data do post ai de baixo, eu prometi que traria as fotos do meu acampamento.

Na verdade, o tempo não ajudou, perdi um pouco a vontade de armar a barraca para tomar chuva uma noite apenas e depois ter de limpar tudo. Como iria só para uma noite resolvi reservar uma cabana, isso mesmo, uma cabana! muito comum nos campings de SP. Nesta que fiquei no Camping das Pedras, a cabana possui uma cama de casal, um frigobar, e um banheiro que mal cabe uma pessoa! A chuva que caiu a noite alagou toda a area do camping, por sorte não nos molhamos.
Segue fotos:


Ao total são 15 cabanas, todas iguais. O estado de conservação não é dos melhores, mas vale a pena. Paguei 25 reais a mais do que pagaria para acampar e ainda por cima estava incluso o café da manhã.

O camping tem um belo visual. Esta foto é de cima de uma grande pedra.

Piscinas do camping das Pedras.

Ao final percebi que valeu a pena. Tomamos muita chuva e em uma barraca nosso churrasco estaria prejudicado, o que não aconteceu com a barraca. A sensação de estar em um hotel não é lembrada em nenhum momento, tudo pelo pequeno espaço da barraca, banho só no banheiro coletivo dos campistas...luxo, nem pensar.

Agora, espero que em breve eu consiga acampar, to aguardando ansiosamente para isso!

Um abraço a todos.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Ta na hora de recomeçar...


Ja se fazem quase seis meses do meu ultimo acampamento. Foi em Abril. Desde então a vontade só aumenta...emprego novo, rotina nova, um ano com feriados aos sábados e domingos, tudo para ajudar a deixar o camping de lado...Mas ta na hora de fazer as malas, colocar a barraca em baixo do braço e cair na estrada. Se tudo der certo será nesse final de semana em Itú, provavelmente Camping Chapéu de Sol (esse eu ainda não conheço, por isso a vontade é grande) ou o Camping das Pedras, este ja velho conhecido e por isso mesmo estamos sempre indo e voltando, lugar nobre.
A previsão do tempo tenta assustar, chuva e mais chuva. A essa altura do campeonato pouco importa, preciso mesmo lavar minha barraca...

Peço desculpas pela falta de atualização do blog, mante-lo está sendo difícil...com o tempo pretendo voltar a escrever mais vezes.

Um abraço!

sábado, 20 de setembro de 2008

Lançamento: Tube 4/5


Lançamento da Nautika. Tube 4/5. Apesar de todas as amarrações para sustentação, não espere estabilidade durante um tempo ruim. Eu não gosto, muito grande e pesada, prefiro comprar duas barracas menores do que uma grande, mas fica a dica para quem gosta.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Adventure Sports Fair! (parte III)

Minha ida a feira foi por si só uma aventura. Mesmo morando encostado com a capital demorei quase três horas para chegar ao local da feira. Culpa do transporte urbano que tanto demora hoje em dia. Cheguei a Adventure por volta das 15h00. O local ja tinha bastante gente circulando pelos grandes corredores da feira. Passei quase três horas caminhando pela feira, conhecendo um pouco de cada espaço, e mais algum tempo admirando cada detalhe, principalmente as grandes atrações que a feira proporciona. O que mais me chamou a atenção foi a montagem de um mini simulador de ambiente "polar" (uma sala vedada, com dois grandes aparelhos de refrigeração e muitas pedras de gelo para as pessoas andarem, simulando um caminhada sobre o gelo). Outro destaque foi a montagem de dois tanques de agua, um para mergulho e outro para a canoagem. Me impressionou tb a estrutura da Fiat na feira. Para a exposição de alguns modelos fez uma enorme pista com obstáculos, a fila para quem quisesse se aventurar era extensa. Fiquei algum
tempo também na fila para uma espécie de simulador do Greenpeace, onde caminhávamos por um tubo conhecendo um pouco mais da poluição dos oceanos e alguns de seus problemas.
As seis da tarde sai de SP, destino Jundiaí, por pouco não tomo uma bela chuva na caminhada até o metro. Cheguei de volta quase nove da noite, morto de cansaço, com a sensação de que valeu a pena ter visitado a feira, mas sem grande surpresas. Muitas empresas que não tinham nada a ver com o ramo da feira (cosméticos, massagens, alimentos) estavam presentes e para minha surpresa faziam sucesso entre os visitantes. Os organizadores vendem espaços na feira, e quando todos os espaços não são preenchidos começa uma procura por empresas que querem demonstrar seu produto a um grande numero de pessoas em poucos dias, assim todos os espaços são vendido sem critério algum. Uma pena.

Campismo. Esteve presente com as mais tradicionais empresas do setor, o estande montado pela revista campismo em conjunto com outras marcas foi bem frequentando. Noticias que o setor vem crescendo não são novidades para quem acompanha isso mais de perto. A Camping's Word chamou a atenção de muita gente na feira, e eu ja começo a me interessar por esta modalidade.
Esperava que a Trilha e Rumos, com um linha de barracas antiga lançasse algo de novo, esperava isso também da Nautika, o que não aconteceu. Houve apenas demonstrações dos produtos da marca. Marcas tradicionais como a Decatlhon não marcaram presença, outra surpresa negativa.

Quem não foi se arrependeu, quem foi esperava mais. Espero novidades do campismo todos os dias, acho que por isso fiquei um pouco decepcionado. O mais importante de tudo isso foi estar presente na feira e conseguir passar toda a minha impressão do que foi a Adventure Sports Fair.

Obrigado a todos.

Um abraço.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Adventure Sports Fair!


Sábado estive em SP para mais um edição da Adventure Sports Fair, a maior feira de turismo e esportes de aventura do Brasil. Muita coisa para contar aqui no blog, aos poucos vamos fazendo um relatório de tudo.

A feira se mostrou como sendo a maior do Brasil nesse ramo. Iinfelizmente o segmento de feiras no Brasil se tornou muito comercial e isso estraga um pouco das feiras, não só da Adventure, como de todas elas, seja qual o ramo, mas isso é outro assunto...

A Adventure é muito grande, um pavilhão enorme trazia diversos estandes com os mais variados assuntos e empresas. Desde cidades e paises que promovem o ecoturismo até tanques de mergulhos e um mini sala climatizada para simulação de alpinismo.
Fora do pavilhão havia a área de esportes onde empresas como a Fiat e Honda montaram pistas de treinamento para divulgarem suas marcas e modelos. Essa área foi usada também para a pratica do arborismo e escaladas maiores.

Posso dizer que certa forma esperava mais da feira, principalmente da área de campismo, que estava muito fraca, tirando algumas barracas da Nautika espalhadas e um estande da Trilhas e Rumos não havia mais nada. Eu que esperava grandes lançamentos e inovações na feira fiquei decepcionado. O maior estande de campismo era composto em com junto por Nautika, CampingsWord, Motor Trailer, Associação Paulista de Campismo, que também divulgavam alguns camping do estado. Para dizer a verdade só fiquei sabendo que o estande era da Nautika qdo vi em uma planta a descrição do estande. Paralelamente a isso me interessava a divulgação de cidades como Brotas, com uma bom trabalho na feira e Socorro, considerada capital dos esportes radicias. Essas cidades trouxeram inúmeras opções de campings e hospedagens para os visitantes.

Outras áreas estiveram presentes na feira como o surf, canoagem e também o mergulho. A responsabilidade ambiental foi altamente citada na feira pelo Greenpeace, WWF e projeto Tamar

Aos poucos vou colocando tudo que vi na feira e me impressionou aqui no blog, inclusive algumas fotos que tirei.Um abraço.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Encontro Brasileiro de Campismo na Adventure Sports Fair

Será realizado paralelamente a Adventure Sports Fair o Encontro Brasileiro de Campismo, com o objetivo de incentivar a prática do campismo em todo o território nacional por intermédio da formulação de ações conjuntas entre os agentes do setor (Fabricantes, Campings, Revendas, Prestadores de Serviço, Agências e Profissionais) e de palestras que mostrem ao visitante o atual momento do setor, sua maturidade e desenvolvimento, no campo tecnológico e na excelência na prestação de serviços.

O encontro é uma promoção da Abracamping (Associação Brasileira de Campismo) e da APC (Associação Paulista de Campismo) em parceria com a Adventure Sports Fair.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Venda de ingressos para a Adventure começaram!


Quem quiser marcar presença na Adventures Fair, a maior feira de esportes e turismo de aventura do país, pode fazer isso pelo site. O site faz a venda online através de cartões de crédito. Valor de 20 reais por dia.

Para visitar o site, clique aqui.

Cobra 4, fora de linha?

Alguém sabe alguma coisa sobre a Trihas e Rumos não fabricar mais a Cobra 4? Ja faz tempo que ouço esta historia e até agora nada...a barraca continua sendo vendida normalmente pelas lojas. Até o momento a empresa não lançou nada de novo no mercado que substitua a Cobra 4. Porém...a Adventure Sports Fair ta chegando e acho que novidades virão...

Update 08/09/08: Conversei com o pessoal da Trilhas e Rumos na Adventure Sports Fair e a barraca não sairá de linha.

Complexo B - Será?

Eu mesmo nunca acreditei que o tal complexo B (conjunto de vitaminas que se tomado antecipadamente faz o corpo humano exalar um cheiro que espante mosquitos) funciona. Muita gente ja falou e nada foi comprovado. Roda pela internet um comunicado alertando ao uso ja que muitas pessoas estavam o ingerindo devido aos problemas da dengue.

SEM GARANTIAS

Especialistas alertam para os efeitos colaterais do uso constante da vitamina do Complexo B ou repelente para tentar evitar o contágio da dengue.

Rita Castro afirma que a própria Roche não indica o uso do Complexo B para evitar picadas de insetos.

"Não existem estudos clínicos que comprovem a eficácia do medicamento para este fim", disse a doutora Castro.

O infectologista e professor aposentado da Unifesp, Arary da Cruz Tiriba, também não recomenda o uso de vitamina do Complexo B nem o uso de repelente para tentar evitar o contágio da dengue.

"Não existe nenhuma comprovação científica de que o cheiro da vitamina ao ser exalado pela pele afaste a picada do 'Aedes aegypti"', afirmou.

"É verdade que o mosquito é atraído de acordo com a respiração e o gás carbônico exalado pela pessoa. Quem toma vitamina B1 tem o cheiro eliminado pela pele, mas o mesmo acontece com o alho e a cebola", disse.

"(Mesmo que afaste a picada) isso não dura tanto assim, o que não faz a vitamina diferir da duração de um repelente, por exemplo."

Segundo Tiriba, o repelente também tem duração limitada e pode apresentar efeitos colaterais sobre a pele após o uso prolongado.

"Essas medidas não livram a pessoa dos cuidados que ela deve ter em sua residência para evitar a proximidade com o mosquito", disse ele, se referindo à eliminação de focos de água que atraem o "Aedes Aegypti".

Fonte: http://campingbrasil.blogspot.com/

Jornal O campista

Quer ver a mais nova edição do Jornal o Campista?

Clique aqui!

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Como viver uma vida sem limite?

Cadastre-se no site e responda a pergunta: "Como viver uma vida sem limite?"
As dez respostas mais votadas pelos internautas ganharão um par de convites cada para visitar a Adventure Sports Fair 2008.

Clique aqui.

sábado, 2 de agosto de 2008

Fogareiro, ou espiriteira a 40 centavos!


Construa em casa um fogareiro a álcool utilizando latas de refrigerante ou de cerveja. O interessante deste projeto é que ele pode ser feito mesmo durante uma viagem se, por exemplo, seu fogareiro oficial quebrou.

Muito legal! Eu mesmo farei um hoje! Clique aqui.


Dica!

Uma boa dica para ajudar no camping. Principalmente qdo as torneiras ficarem longe da sua barrraca.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Pesquise antes de comprar.

Anuncio da loja virtual do Macamp. Comprei no Extra Jundiaí por R$ 3,99.

Quer ganhar uma barraca de camping?


Isso mesmo, quer ganhar uma barraca de camping? O site Macamp está sorteando entre as pessoas que preencherem um pequeno questionário uma barraca Capri para duas pessoas igualzinha a da foto...eu sei...eu sei. A barraca não é das melhores, mas vale a pena ? Como diria meu pai, "De graça até injenção na testa"...

Para concorrer clique aqui.

sábado, 19 de julho de 2008

Isso que da acampar em qualquer lugar...

A foto saiu no Bobagento como: Precauções a serem tomadas antes de ir para um festival de música eletrônica. Independente do que era, muita gente se ferrou e teve que voltar para casa só com a roupa do corpo, a barraca....bom deixa pra lá...


terça-feira, 24 de junho de 2008

Saco de Dormir de Fleece Trilhas e Rumos


Fácil de lavar e guardar, o Mantafleece é ao mesmo tempo um cobertor (Figura B), um poncho (figura A) e um saco de dormir. Se suas viagens variam entre locais menos frios e visitas a abrigos ou casa de amigos, o Mantafleece é feito para você. Em tecido do tipo Polar (300 g/m2), idêntico ao usado em nossos casacos Thermotex, ele reúno boa proteção contra o frio (até +10º C) com volume pequeno. Pode ser também usado como cobertor ou forro, bastando abrir seu zíper totalmente, além de virar um Poncho (a abertura para a cabeça fica escamoteada na lateral). Também pode ser usado como forro interno de seu saco de dormir em dias de frio extremo. Vem com prática embalagem de transporte.

Pode não esquentar muito, ja que 10°C é uma termperatura facil de encontrar nas noites frias de SP, mas a foto mostra que deve ser muito confortavel. Se conseguir colocar por dentro, melhorará muito o saco de dormir.

sábado, 21 de junho de 2008

Acampar no frio na pratica!

Para quem tem medo de acampar no frio o Blog Barraca e Chimarrão acaba de derrubar esse mito.

Em meio a um frio de quase -2ºC eles acamparam e sobreviveram!

Acessem o blog e veja essa aventura.

Barraca e Chimarraõ

sexta-feira, 6 de junho de 2008

A Lei de Murphy nos acampamentos! (Parte II)


32. Se perceberes que há quatro maneiras de uma coisa dar errado, e conseguires evitar essas quatro, uma quinta maneira surgirá do nada.

33. Sempre que decides fazer algo, há sempre outra coisa para fazer antes.

34. A natureza está sempre a favor da falha.

35. Durante uma caminhada, há sempre uma pedrinha procurando abrigo dentro da tua bota.

36. A probabilidade de se esquecer do impermeável é diretamente proporcional à probabilidade de chover inesperadamente.

37. Se o arroz do almoço não queimou no fundo da panela, não batas palmas! O jantar será cozinhado sem sal.

38. A robustez das amarrações de uma mesa é inversamente proporcional ao peso de quem nela se irá sentar.

39. A maneira mais rápida de se encontrar uma estaca perdida à volta da tenda, é começar a procurar outra coisa qualquer.

40. Quanto mais pequeno é o objeto que deixaste cair no mato de noite, menor é a carga das pilhas da tua lanterna.

41. Num acampamento há quatro tipos de pessoas: as que se sentam e não fazem nada; as que falam em ficar sentadas sem fazer nada; as que fazem coisas; e as que falam de fazer coisas.

42. Dentro do saco de uma tenda há sempre pelo menos um objeto que não lhe pertence.

43. Uma tenda com N peças que seja levada para um acampamento, regressará sempre com N-X+Y peças, sendo X e Y sempre superiores a uma unidade, e representando respectivamente peças que lhe pertencem e peças que não lhe pertencem.

44. Uma panela só tomba quando está cheia de comida.

45. Uma panela quente tem exatamente o mesmo aspeto que uma panela fria.

46. Se uma carta topográfica tiver manchas que o tornem ilegível, será precisamente nos locais onde mais precisas.

47. A densidade da mata que tens de atravessar fora de trilhos é tão maior quanto o comprimento da colchonete que levas amarrada no cimo da mochila.

48. A probabilidade de o fecho da tenda se estragar é tanto maior quantos mais insetos rastejantes e outros animais houver por perto.

49. O número de fósforos que gastarás para acender uma fogueira é diretamente proporcional ao número de pessoas que te estão a observar.

50. Num acampamento, basta tomar banho para perder peso.

51. Independentemente do lado para onde sobra o vento, o fumo da fogueira vai sempre para o teu lado.

52. Quando é preciso, o canivete é sempre o objeto mais difícil de encontrar.

55. Todos os trilhos de montanha têm mais trajetos a subir do que a descer ou a direito.

54. A informação mais importante de qualquer carta topográfica está sempre na dobra; e esta está rasgada.

55. Quando o celular estiver prestes a desempenhar um papel útil numa situação de emergência, das três uma: ou não tem rede; ou não tem bateria; ou não crédito.

56. A tua mochila é sempre mais pesada que qualquer outra.

57. Numa encruzilhada, o caminho a seguir está sempre na direção que sobe.

58. A possibilidade de nos perdermos é diretamente proporcional ao número de vezes que a pessoa a quem se pediu indicações disse "não tem nada que enganar".

59. Quando a necessidade aperta, qualquer objecto que esteja por perto pode ser transformado num martelo.

60. O tecido impermeável não o é. Embora seja 100% eficiente em não deixar passar a transpiração.

61. A temperatura do ar é diretamente proporcional à quantidade de roupa que levas para o acampamento.

62. A pedrinha dentro da bota desloca-se sempre para a zona de maior pressão, onde provocará maior dor.

63. Há sempre uma pedra escondida debaixo de terra no sítio exato onde tens de espetar uma estaca.

64. Para alguns "campistas" , "hora do silêncio" é o sinal para começar a festa.

65. O tamanho do corte é sempre maior que o maior dos pensos rápidos na mala de primeiros socorros.

66. A força do vento (e chuva) é inversamente proporcional ao número de braços em esforço na montagem da tenda.

67. Quando mais necessária for uma fogueira, mais difícil será acendê-la.

68. Se conseguires dar um nó com uma cenoura, é porque ela já não está fresca.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

A Lei de Murphy nos acampamentos! (Parte I)

01. A distância até um determinado ponto permanece constante à medida que se aproxima o pôr do sol.

02. A quantidade de mosquitos num determinado ponto é inversamente proporcional à quantidade de repelente que temos.

03. A quantidade de casos de diarreia aumenta quanto mais tempo demoramos para fazer a latrina.

04. A temperatura ambiente é sempre inversamente proporcional à quantidade de agasalhos que trazemos.

05. A quantidade de estacas que temos é sempre igual a N-1, onde N é o número necessário para segurar a tenda.

06. O botijão de gás está sempre cheio quando pegamos nele em casa, e misteriosamente esvazia quando chegamos ao acampamento.

07. Os fósforos têm a misteriosa capacidade de se molharem sem estar próximos da água.

08. Chove sempre do lado da tenda onde dormes.

09. O papel higiénico sempre acaba quando vc decide que é hora de ir ao banheiro.

10. Sente vontade de tomar uma ducha cinco minutos após iniciar qualquer caminhada.

12. Nas caminhadas, todos os galhos de arbustos estão sempre à altura do teu rosto ou abaixo do teu cinto.

13. O peso da tua mochila não permanece constante durante a caminhada.

14. Geralmente, a roupa à prova de água ou equipamento, não é!.

15. Geralmente só se encontra pessoas do sexo oposto quando mal acaba de sair do banheiro, depois de um violento ataque de diarreia que te deixou verde...

16. O sol põe-se três vezes mais rápido que o normal quando esta montando sua barraca...

17. O sol põe-se três vezes mais rápido do que o normal quando vc ainda não preparou nada para comer...

18. Se vc trabalha, acrescente sempre um dia extra ao teu pedido de férias para um acampamento, porque, quando volta, estás tão estourado que é impossível pensar em qualquer outra coisa senão a cama, sopa e vitaminas...

19. Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.

20. Só sabe a profundidade da poça quem cai nela.

21. Quanto mais cuidadosamente planejar um acampamento, maior será a sua confusão mental quando algo der errado.

22. Não importa para onde é a tua caminhada; é sempre encosta acima e contra o vento.

23. Toda a partícula que voa encontra sempre um olho.

24. Sorria! Amanhã será pior.

25. Terá a certeza que é um mau dia quando: o sol nasce no oeste; saia da tenda e os teus sapatos estão molhados; o passarinho cantando lá fora é um abutre.

26. Na tenda, quem ronca é sempre o primeiro a adormecer.

27. Mais vale um pássaro na mão do que um voando sobre a tua cabeça.

28. O material do acampamento é danificado na proporção direta do seu valor.

29. Se conseguir manter a cabeça fria enquanto à tua volta todos perdem a deles, provavelmente é porque vc não entendeu a gravidade da situação.

30. Os primeiros 90% da montagem de um acampamento demoram 90% do tempo para a sua execução. Os restantes 10% demoram outros 90%.

31. Se um acampamento parece que está tudo bem, é óbvio que vc esqueceu de algo.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Feriadão, um dos ultimos....


É isso ae galera, mais um feriadão chegou chegando e eu tentando me programar para quem sabe rolar um camping e não rolou camping desta vez. Para falar a verdade to sem grana e pensando bem não poderia ir, como não fui.

Deveria ter aproveitado, ja que este é uns dos últimos feriados prolongados do ano. Isso pq nos feriados estaduais e municipais eu trabalhei normalmente.

Provavelmente iria a Atibaia, no Atibaia Campo, a escolha foi fácil. É um dos poucos que tem piscina aquecida e com o frio que vai e volta a SP é melhor garantir. Valor da diária por pessoa: R$ 20,00.

Não sei se postarei amanhã. Desejo a todos um excelente feriado e obrigado por visitar o blog. Bom camping a todos!

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Revolucionário Kit de Sobrevivência, em lata de sardinha.


Antes de parecer estranha, a idéia realmente é fantástica, uma daquelas idéias que nos faz pensar "isso é tão simples, mas como nunca pensaram nisso antes?". O Kit de Sobrevivência em lata pretende - se não eliminar todos os problemas de quem se perde - pelo menos fazer com que os aventureiros de plantão sintam-se um pouco mais tranquilos, caso encontrem-se em uma situação difícil.

O "Survival Kit", como é conhecido, vem acondicionado dentro de uma latinha semelhante às de sardinha, que além de ser à prova d'água também flutua e serve como uma panelinha ou caneca. Dentro dela você encontra objetos simples, mas que em situações de emergência poderão garantir a sobrevivência de uma pessoa, como:

- antibiótico,
- esparadrapos,
- analgésico,
- lenço umedecido com álcool,
- bússola,
- sal,
- açúcar,
- barra energética,
- pastilha inflamável,
- fósforos,
- orientações para primeiros socorros,
- linha e anzol,
- caderno para anotações,
- lápis,
- lâmina,
- goma de mascar,
- superfície refletiva,
- fita adesiva,
- chá,
- saco à prova d’água,
- alfinete de segurança,
- apito,
- e um clips.
O kit, que pode ser adquirido pela internet, diretamente dos EUA, custa US$ 12,99 e o credencia como uma excelente opção sobretudo para os aventureiros de final de semana.

Fonte: O Buteco da Net

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Mini Geladeira/Aquecedor e Congelador de Viagem 9 Litros

O mercado de produtos para camping parece estar mesmo participando do bom momento que a economia nacional atravessa. A algum tempo que não vejo noticias de campings e lojas de artigos para camping fechando suas portas. Outro fator que leva a pensar nisso são a qtde de empresas e lojas que se dedicam a venda de produtos para o setor. Desta vez é a Black e Decker que começa a entrar nesse mercado lançando uma mini geladeira com varias funções.

  • Sistema Termo-Elétrico.
  • Detecta a temperatura do ambiente externo e se regula automaticamente para manter ótima temperatura interna.
  • Resfria e Aquece até 26,7°C acima ou abaixo da temperatura ambiente.
  • Compartimento para Congelar.
  • Protetor de Bateria - Se desliga quando a carga esta baixa.
  • Design Compacto - Fácil acesso. Cabe entre o console e o assoalho.
  • Cabo de alimentação de 2 Metros
  • Capacidade para 12 latas de 350ml
  • pode ser carregada através da bateria do carro.
Preço medio: R$ 400,00 reais.

Fonte: clique aqui.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Pq as lâmpadas atraem insetos?

Ao contrario do que muita gente pensa, os insetos não são atraídos pelo calor das lâmpadas, se fossem eles mergulhariam nas fogueiras e até no fogão de casa. Vamos primeiro sanar essa confusão.

Os mosquitos hematófagos podem localizar no escuro os animais de sangue quente pela emissão de calor de seus corpos, mas isso não está relacionado á luz ou luzes.

Em segundo lugar, os insetos são atraídos pela luz branca ou de outras cores, exceto pela cor do fogo. As cores nas frequências luminosas do amarelo alaranjado e vermelho os repele. Luz amarela é usada como repelente de insetos.

Em terceiro lugar, porque eles fazem isso? Os insetos se orientam pela luz do Sol e pela luz proveniente da Lua e das estrelas. Voam à noite porque estão mais protegidos dos predadores e também porque a noite não sofrem queimaduras solares e desidratação. Cupins voadores e formigas voadoras são fêmeas cheias de ovos que procuram atingir altas altitudes para serem transportados pelas correntes de ventos e irem disseminar suas espécies para locais afastados de onde nasceram. As luzes artificiais iludem esses insetos que são programados para voar em direção ás luzes do céu e se enganam com as nossas luzes domésticas.

Esse instinto já nasce com eles, visto que a maioria desses insetos voadores em torno de luzes, são chamados por efemerópteros ou sejam asas efêmeras porque nascem crescem se reproduzem e morrem em apenas 2 ou 3 dias.

A lâmpada anti-inseto funciona como uma lâmpada comum, porém o revestimento especial de seu bulbo deixa passar somente a radiação amarela, que não atrai insetos. Clique aqui e veja.

Mesa Dobrável Quechua.

Esta é uma boa opção para quem precisa de uma mesa de qualidade, compacta e peso razoável. A mesa dobrável Quechua pode ser encontrada na Décathlon com a opção dos bancos. O preço não é dos mais acessíveis, R$ 159,90 somente a mesa. Existe a opção de compra parcelada.
Tamanho: 120 X 60 cm. Ideal para quatro pessoas, mas comporta até seis pessoas.
Fechada: 60 X 60 X 7. Com alça de transporte.
Pés em aço e reforços em alumínio, não enferruja. Peso: 5.2 kg.

Ótima opção para quem deseja um produto de excelente qualidade e funcional. Eu já conhecia a mesa, vi em uma loja da Décathlon e adorei, mas na época o preço da mesa com dois bancos era de R$280,00, fora das minhas condições.

Quem quiser fazer um grande investimento pode aproveitar o preço mais baixo e comprar sem os bancos. Vale Lembrar que a marca dispensa comentários. Eu mesmo to pensando em comprar uma, visto que no meu ultimo acampento usei uma mesa, dessas de bar, emprestada do meu tio.

Essa dica veio através do Orkut, via comunidade Barraca e Chimarrão, que por sinal tem excelente dicas. Quem estiver no orkut pode add.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

sábado, 3 de maio de 2008

Acampar no frio sem virar picolé?

Acampar no inverno, nas frias regiões de montanha, é uma preferência entre muitos campistas, inclusive meu colega, campista e blogueiro Alexandre está planejando acampar no sul do pais bem no inverno, deve estar maluco... Mas, para que se curta este prazer, é preciso estar equipado contra o frio. Antes de armar a barraca, faça uma base com jornais ou plástico bolha em baixo da barraca. Utilize de preferência barracas do tipo iglu com teto duplo e que cubram completamente toda a barraca. De preferência aos sacos de dormir.

O site Acamp da uma dica da qual eu já mais tinha visto, "nós que gostamos de acampar com muito frio, desenvolvemos a opção de utilizar uma barraca menor armada no interior de uma maior", e outra dica "uma dica que descobrimos por acaso: Utilize um lençol por cima de todas as cobertas. Experimente!"

Não subestime o inverno e leve roupas adequadas para o clima e acessórios como luvas e gorros de lã. Um grande prazer, é a noite preparar um fondue de queijo ou chocolate. Convide os seus vizinhos.

Tomando todos os cuidados é plenamente possível acampar no frio e digo mais, a idéia da barraca dentro da outra pode até ajudar, mas não acho necessária. Tendo uma barraca de qualidade com boa resistência a chuva (já que o sereno vai molhar a barraca tanto como uma chuva) da para curtir legal, mas leve sempre alguma roupa e cobertor extra e deixe se possível no carro, assim caso entre agua em sua barraca e molhe algumas peças terá como substitui-las sem passar frio.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Por isso que acampamos...

Longe da poluição, do estress, daquele vizinho barulhento, eis a melhor solução...

Diários de viagem. Acapando na Serra do Japi.


O campista e aventureiro Elias relatou como foi sua primeira expedição na Serra do Japi para o site Webventure, confira aqui como foi essa experiência.

A Serra do Japi foi a minha primeira experiência com acampamento. Em 1998 eu e um amigo, Rodrigo Bonaparte ,resolvemos ir acampar. Compramos sacos de dormir, kit-panelas, lanterna e a barraca Iglu peguei do meu irmão. Faltava só o local. Lembrei do sítio do meu tio, no qual eu não ia há uns 10 anos.O sítio fica em Cabreúva (SP), ao lado da Serra. Inclusive uma parte do sítio cobre a Serra. Então seria este o local ideal, pois estaríamos em um dos picos da Serra do Japi e, em propriedade do meu tio, poderíamos então acampar sem problemas. A sede do sítio fica na parte baixa e a parte alta é utilizada como pasto para o gado.Bem, como estávamos em propriedade particular, não precisamos de muita burocracia e poderíamos acampar e fazer uma fogueira, lógico que tomando todas as precauções necessárias para não colocar fogo na mata. Como minha primeira experiência, a Serra do Japi foi uma mãe, aquela que diz "cuidado, você ainda é uma criança". E isso é totalmente a verdade, pois cometemos muitos erros e um deles foi a falta de planejamento. Achávamos que só porque tínhamos comida e barraca o resto não importava mais.Tomamos decisões arriscadas de última hora. Chegamos no sítio às 16h e o planejado era pernoitar na sede do sítio e ao amanhecer atacar o cume da montanha, descansados e alimentados. Além de tudo, teríamos toda a luz do dia para achar as trilhas certas. Então, decidimos atacar o cume já naquele momento, pois assim teríamos uma noite a mais na montanha. Enrascada - Resolvemos arriscar, mas partimos por volta das 17h e tínhamos menos que uma hora de luz. Quando chegamos ao pé da montanha já estava escuro e conseguíamos ver o topo, mas a trilha havia sumido. A falta de experiência em achar trilhas nos fez decidir em subir a montanha em linha reta, direto até o pico. Estávamos com mochilas em torno de 15 kg cada um e fazer uma subida assim seria muito desgastante, mas só desta maneira teríamos certeza que não erraríamos o alvo.Após duas horas de uma desgastante subida, alcançamos o topo. Teríamos que armar a barraca em plena escuridão, sem prática nenhuma e sem preparar o terreno, pois estávamos muito cansados e queríamos apenas dormir. Também não iríamos conseguir cozinhar, pois não estávamos achando lenha para a fogueira. A saída foi comermos um pouco de bolacha recheada que restava e, já que a água havia terminado, o único líquido que tínhamos era uma garrafa de vinho que havíamos levado, pois era maio e na Serra faz muito frio. Imagina comendo doce com vinho, aquilo era melhor do que sonífero.Mas esse sonífero só funcionou para o Rodrigo, que dormiu que nem uma pedra, enquanto eu varei a noite de olhos arregalados, pois a minha adrenalina estava tão alta quanto eu. A cada meia hora abria a janela para ver como estava o tempo, pois estava ventando tanto que se nós não estivéssemos dentro da barraca ela já teria voado longe.

Ao amanhecer, às 5h45 (lógico que eu estava acordado) foi que tivemos a recompensa de toda aquela noite de sacrifícios. Quando eu vi que havia clareado, resolvi abrir a janela pela milésima vez. Não estava entendendo o que estava vendo, pois estava tudo meio branco lá fora. Resolvi sair para conferir. Estava ventando muito e a temperatura devia estar por volta de 6° C, mas isso não foi o suficiente para me impedir de fazer algumas fotos daquele momento único. Não estávamos conseguindo ver o sítio, pois a neblina encobriu tudo lá embaixo. Simplesmente foi um amanhecer maravilhoso.No total, acompanhamos o sol nascer três vezes na montanha, mas nenhum outro dia foi assim. Nos outros dias o céu amanheceu completamente limpo. Foi então que demos o valor pela decisão que tivemos de subir a montanha naquele dia. Foi uma decisão errada, mas com uma gratificação maravilhosa.O pôr-do-sol foi igualmente lindo, e também somente neste dia, pois nos outros dias o céu esteve nublado. Uma lição para um fotógrafo de natureza é que não existe um dia igual ao outro. Se de repente você se deparar com uma imagem bonita, não pense que amanhã você encontrará a mesma situação. Não perca tempo e registre o momento. Existem também algumas imagens que para retratá-las precisamos analisar o melhor momento do dia que, melhor dizendo, seria a melhor luz do dia.Um exemplo real disso é que após revelar estas fotos, tive algumas idéias diferentes de composição para o pôr-do-sol e para o amanhecer sobre as nuvens. Resolvi retornar dois meses depois, mas é lógico que uma outra investida dessas leva tempo, planejamento e dinheiro. O resultado foi que em todo pôr-do-sol o céu estava nublado e em todo amanhecer não havia neblina, e o planejado que era acampar três dias também não foi possível, pois o tempo piorou e havia ameaça de tempestade. A solução foi levantar acampamento e retornar para casa, com mais uma lição de vida.

Fonte, clique aqui.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Camping no Canadá é assim, conforto máximo!

Barraca Coleman, com cama de madeira feita sob medida (colchão de ar de tamanho ajustável com bomba e superfície de espuma) que não deixa nada a desejar a uma cama tradicional. O dono da barraca monstro como ele mesmo diz, acampa com mais uma pessoa somente e diz gostar do conforto que a cama e a barraca proporcionam. O peso não é problema pois sempre acampa de carro. O chão da barraca tem até um tapete, além de toda a mobília. Segundo ele esse é o caminho certo.

Perguntas:
  • Isso é camping?
  • Precisa de tudo isso?
Gostaram? Comentem?

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Camping urbano, será?


A algum tempo atraz me lembro de uma pessoa no orkut que queria uma barraca boa. Mas não bastava ser boa para o campismo, tinha que ser boa para morar. Parece que tinha brigado com os pais e queria sair de casa e tal...Vale lembrar que as barracas tradicionais de camping sofrem com a exposição prolongada ao tempo. Segundo os fabricantes as barracas devem permanecer montadas por no máximo quinze dias para que sua estrutura não se deforme.
Obs: Para que a lona azul na barraca da direita se ela está em baixo da ponte?

Por isso que acampamos...

Um lugar lindo, aquele frio da montanhas, uma garrafa de um bom vinho, uma boa companhia...

Dicas para acampamentos (Portal IG - 29/04/2008)

Como fazer da sua viagem como campista a melhor das recordações? Simples. Siga dicas básicas e bom passeio!

Acampar pode ser uma experiência maravilhosa, mas como tudo na vida há dicas e passos a serem seguidos. Tudo para que sua viagem não se transforme em uma recordação desastrosa.

Para começar, é preciso comprar os equipamentos básicos necessários: a barraca, obviamente, e cantis, lanternas, sacos de dormir, canivetes suíços, produtos de higiene pessoal, kit de primeiros socorros, pratos, talheres, panelas, panos para limpeza e cordas. Além desses objetos, fundamentais para o mínimo de conforto, é preciso ter em mãos sal e açúcar, por exemplo.

Uma dica boa é fazer uma lista do que você costuma usar com freqüência no seu dia-a-dia. Daí o que for realmente essencial pode e deve ser levado no acampamento, desde que não seja algo que vá ocupar bastante espaço e ter pouca utilidade.

Para escolher a barraca, leve em consideração o material e a capacidade, dependendo do número de pessoas que provavelmente vai acompanhar você nos acampamentos. Sempre calcule que dentro da barraca, além das pessoas, será preciso guardar os objetos.

Sempre teste todos os equipamentos antes da viagem. Não deixe para testar na hora de acampar, para evitar surpresas desagradáveis. Até mesmo a barraca deve ser montada uma vez antes, nem que seja no meio da sala ou no quarto, para que você calcule quanto tempo leva para montar e se está tudo certo com ela (varetas, amarras, espeques e coberturas devem estar em perfeitas condições).

O acampamento

Para montar a sua barraca, sempre tenha certeza que está acampando em local permitido. Além disso, a área deve ser plana, arejada e limpa. O local não pode ser caminho de águas, ou seja, quando chover, as águas não podem escorrer na direção da sua barraca. Por isso, o ideal é procurar campings (veja dicas abaixo), que já têm estrutura, áreas protegidas do sol e água potável.

Na hora de montar a barraca, outra dica preciosa é estender uma lona no chão, porque ela vai proteger o piso contra objetos cortantes, raízes, pedras e até animais.

Uma lona clara pode, ainda, ser colocada também sobre a barraca. Isso poderá aumentar a vida útil da barraca, especialmente as de modelo iglu. Mas não se esqueça: fogareiro e botijão devem ficar longe das lonas.

Onde acampar

Arraial d´Ajuda (BA)
Camping do Caju
R$ 14 por pessoa (pernoite). Pacote de seis dias: R$ 80 por pessoa.

Itaipava (ES)
Camping Itaipava
R$ 12 por pessoa.

Pirenópolis (GO)
Cachoeira do Rosário
R$ 70 por dia. Entrada com pernoite, café da roça, almoço, sopa, guia para os passeios e chá da tarde.

Ubatuba (SP)
Itaguá Camping
R$ 20 por pessoa.

Virgínia (MG)
Pousada e Camping Maeda - (19) 3252-6834
Preços para duas pessoas: de R$ 50 a R$ 100. Serve refeições.

Fonte: Clique aqui.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Por isso que acampamos...

Foto tirada em algum lugar, dentro de alguma barraca com uma vista espetacular...ainda perguntam pq eu acampo...quer melhor resposta que essa?

Porque comprar uma barraca boa?

Muitas pessoas que vão começar a acampar sempre perguntam a campistas mais experientes qual a barraca ideal. Esse resposta é um tanto difícil para ser respondida já que a barraca ideal é aquela que se adapta as suas necessidades. Eu mesmo não gosto de sugerir modelos e sim marcas, comprando marcas de confiança não terá problemas com chuvas e ventos.

Não precisa ir longe para saber o porque de uma boa barraca...

Essa barraca ai da foto estava no Camping Paineras. Eu bem que tentei ver a marca, mas a lona impedia, hehe....até parecia ter qualidade nas costuras e no tecido, porem o sobreteto era bem alto, como um chapéu e as janelas que eram quatro ficavam totalmente desprotegidas. A solução encontrada pelo dono foi cobrir com uma lona preta, que deixava um aspecto horrível e fazia um calor infernal já que as entradas de ar ficavam bloqueadas.

Antes de comprar uma barraca, avalie bem a a marca, locais que irá usa-la, peça opiniões de outras pessoas, assim as chances das coisas darem errado diminuem consideravelmente.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Meu feriado no Camping Paineras e a história do carro funerário...

Passei meu feriado de Tiradentes no Camping Paineras, localizado em Itu-SP, quarenta minutos de minha casa, algo em torno de 45 km. Entrei na quinta, dia 18 as 19h00 e permaneci até o dia 21.

O mapa do camping me deixou confuso sobre a localização exata do camping, as placas não informavam direito e até mesmo consultando o Google maps fiquei com varias duvidas. Liguei ao camping para consultar a respeito da reserva para barracas, o que eu não era necessário, e tirar outras duvidas como a voltagem do camping, pontos de energia, se era permitido churrasqueira tradicional, elétrica, etc...e perguntei sobre a localização do camping...ai piorou de vez, confundiu mais ainda. Deixei pra lá e na sexta feira pequei minha namorada as seis e saímos em direção a rodovia que dava acesso ao camping. Depois de alguns erros de percursos e informações passadas por um frentista que ainda riu da minha cara chegamos ao camping. Eu particularmente não gosto de armar a barraca noite, mesmo com uma lâmpada a dificuldade de encontrar um local bacana em um camping que vc nunca foi é alta. Passamos por uma área de camping e seguimos para outra mais afastada do lago. Área totalmente gramada com dois banheiros próximos, iluminada, apenas mais dois casais campistas faziam companhia. Encostei próximo a uma árvore e comecei a montar primeiramente a Gazebo, que por sinal não havia sido usada, e foi de máxima importância nestes dias de chuva. Sofremos um pouco para a montagem, algo novo e no escuro não poderia ser diferente, mas enfim terminado e montagem iniciamos a montagem da barraca, essa foi moleza já estamos craques.

Tudo ok, faltava um detalhe. A lona que eu comprei para cobrir a barraca presa a Gazebo ficou pesada e tive que desmonta-lá. Um sentimento de decepção ficou no ar, tinha feito até um desenho de como ficaria...mas a principio não deu certo, deixa para próxima.

Depois dessa montagem eu tomei um banho e capotei dormir, ou tentar dormir. Um grupo de “campista” chegou a meia noite para armar suas barracas e fizeram muito barulho, acordando os que já dormiam e impossibilitando o sono de outros. O feriado estava começando...

Nos três dias que seguiram aproveitamos bastante. A chuva atrapalhou um pouco, principalmente no domingo que choveu quase o dia todo. Ainda bem que a gazebo servia como um abrigo extra, caso contrário teria de ficar em alguma lanchonete ou então o tempo todo dentro da barraca. Essa foi a primeira vez que levei TV. Um outro casal de amigos chegou no sábado a noite e ele como eu torce pelo Palmeiras, e domingão tinha semifinal do campeonato Paulista...Para falar a verdade assistimos ao jogo e alguma coisa a noite, durante o dia a TV ficava dentro do carro desligada.

O fogão que tinha comprado serviu para uma alimentação melhor do que em campings anteriores a base de pão com mortadela. Dessa vez rolou arroz, miojo, e até a noite do cachorro quente! Fora os churrascos básicos!

Fizemos amizade com os dois casais de Piracicaba-SP que estavam no camping qdo chegamos. Eles tinham um filho de cinco anos que toda hora estava em nossa barraca conversando conosco. Pessoas finíssimas e que gostam de acampar, já estiveram em outros campings da região e conversamos bastante sobre causos de acampamento. Infelizmente tiveram problemas com as chuvas e a barraca Coleman não agüentou molhando todo o colchão e roupas no interior. Uma pena.

O pessoal que fez barulho a noite era de São Paulo e não tinham espírito campista, muita bagunça, pouca cordialidade e um fato inusitado, o carro que foram acampar era um carro funerário! Acreditem! De lá dentro saiu toda a comida e equipamento para o camping. Segundo alguns campistas ao abrir a porta do carro era possível sentir o cheiro de flores proveniente do carro. Eu não senti, mas nem precisava...

A noite no camping é fria. Não sei se pq existe um lago bem próximo, mas o sereno e o ar gelado nos fizeram usar todas as roupas de inverno que levamos, difícil mesmo era sair da barraca a noite para ir ao banheiro, frio demais....

Na tarde de sábado consegui esticar a lona, mudei o projeto inicial e enfim a gambiarra deu certo, a lona protegeu a barraca do forte sereno a noite e isso deixou a barraca mais seca e conseqüentemente mais aquecida. Minha sensação de decepção havia passado, graças a minha namorada que teve a idéia de esticá-la por cima da gazebo.

O fim de semana no camping foi ótimo, muito gostoso principalmente pelo ambiente do camping, um dos melhores que já vi. Na segunda era hora de arrumar as coisas. Já cedo ajeitamos tudo que não seria usado e deixamos apenas o essencial para a tarde. O duro de ter uma grande estrutura é ter de desmontá-la e limpa-la após o uso. Principalmente a lonas e gazebo que ficaram mais expostas e sujaram por completas. Assim que cheguei em casa lavei e deixei secar para guardar sem correr o risco de apodrecer.

Preço da viagem, incluindo gastos com alimentação e transporte, R$ 110 reais por pessoas, sendo que sessenta foram de diárias. Para mim um valor pequeno perto do que se gastaria ficando em um hotel com toda a infraestrutura do camping. Assim que possível voltarei com certeza.

Galera, esse foi um diário de viagem e como diria o Luiz Rocha, “Só tem uma coisa chata no acampamento, voltar para casa. Por outro lado, isso significa que é hora de começar a planejar onde será o próximo...”

sábado, 26 de abril de 2008

O que falta para ser perfeito?


Dando uma volta pelas bandas do orkut, encontrei em uma comunidade de um camping um com tópico para discussão com o tema ai de cima "O que falta para ser perfeito?". Olhando as respostas percebi que elas valem para quase todos os camping do Brasil, e coincidentemente ou não, os problemas são os mesmos enfrentados em outros campings.

Dicas para um camping se tornar atrativo, ou então o que falta para ser perfeito:
obs: dicas do próprios campistas, corrigido apenas a ortografia.
  • na minha opinião deveria ter aquela bolhona que é meia cheia de ar e fica na agua...daí uma pessoa pula de um lado e a outra voa do outro....é um sonho aquilo!
  • Falta uma quadra de basquete tbm...
  • Com certeza falta mulher...
  • acho que ta faltando os gatinhos...
  • para quem acampa como eu... banheiro mais perto....e mais limpo.
  • ah, eu acho que ta faltando um pouco mais de animação...melhor completando...Bagunçaaaaa!
  • Falta bom atendimento no bar da piscina...e bom atendimento em geral...
  • Gostaria de tivesse um pouco mais de iluminação, nós mulheres e medrosas qdo temos que ir no banheiro, temos q ficar segurando pq ta td escuro!!!
  • Mais segurança para podermos frequentar com nossas famílias.
  • Nossa seria muito loko se tivesse uma arena de paintball!!
  • Não acho ruim a ideia da Lan House...
  • Um cabaré.
  • concordo que falta um preço mais camarada.
  • A noite prefiro a escuridão. Muitas coisas acontecem no escuro... Aúúúúú!!!
Como se vê é quase impossível agradar a Gregos e Troianos, mas tem uns que chutam né? Um cabaré? Porra, só falta o cara querer uma casa de massagem no camping?

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Acampar na areia ou na grama? O que vc prefere?

Quando se chega a um camping novo, sempre somos surpreendidos por algo. Muitas vezes a área de camping não é favorável ao campismo. Ja acampei em lugares que era necessário levar uma talha para fazer os furos no chão onde seriam colocados os espeques, e por isso eu sou a favor de acampar em áreas gramadas, onde em caso de chuva o poder de drenagem do solo é muito maior que o da areia. Neste ultimo acampamento que fiz em Itú (logo trarei detalhes) conversei com um campista de Piracicaba, interior de SP, que concordou comigo dizendo que já teve vários problemas por ter acampado em áreas de areia.
Por que eu não gosto de areia para armar a barraca? A Areia pode no inicio da chuva até drenar a agua que se acumula ao redor da barraca, mas se a chuva persistir essa drenagem já era, a areia suja a barraca muito mais que a grama. Outro problema da areia é que ela amolece e as armações (espeques) ficam sem sustentação e ai já viu....a barraca pode sair voando com um vento mais forte.
Na grama não, a agua se vai melhor, a terra permanece a mesma, a tem outra...qdo se sai da barraca não enche o pé de areia, pq vc te fala, ruim é acorda cedo com aquele vontade de ir ao banheiro e pisar em uma poça de agua cedinho...pra acabar com o humor de qualquer campista.

E ai campistas de plantão, concordam? Comentem!

O que aconteceu com o Camping Total?

Essa deve ser a pergunta de muita gente...bom... o blog continua e eu tb, não desisti de escrever nem de encher o saco de vc's. Aconteceram alguns problemas cem meu PC, na verdade a fonte queimou e me deixou na mão por três vezes, sendo que na ultima foram mais de duas semanas indo a Lan house, sem qualquer chance de atualizar o blog.

Hoje, voltamos ao normal. Espero...

Um abraço a todos.

André

sábado, 5 de abril de 2008

Campanha por preços mais baixos começa a dar resultados...Será?


Será que estamos conseguindo algo, será??

Desde que comecei a acampar que todos os feriados, mesmo que não vá, pesquiso preços dos pacotes nos campings. Em todos sem exceções, o preço para um pacote de três dias, como teremos agora no feriado de Tiradentes (21/04) era de sessenta reais. O que variava um pouco era o preço das diárias avulsas.

Nesse próximo feriado notei que os preços continuam na mesma faixa, porem alguns campings estão cobrando a diária avulsa proporcional ao preço do pacote, isso já é um bom sinal. Dou exemplo da região de Jundiái. O camping Paineras em Itú cobra pelo pacote de três dias, sessenta reais e para o campista que irá apenas um dia, vinte reais. Legal né?

Agora o que mais me chamou a atenção foi o Camping das Pedras, este que cobrava o mesmo preço que os outro camping em feriados, desta vez estipulo o preço do pacote em cinquenta reais. Valor que que eu nunca tinha visto. Será que eles acessaram nosso blog? será?

Bom, fiquei feliz com o preços, pacote de sessenta reais não esta caro. É claro que existe uns por ai que querem oitenta no pacote, mas tudo bem, sempre haverá excessões.

Ah, nesse feriado estarei no Camping Paineras, espero que todos consigam dar uma pausa em tudo e acampem pelo Brasil afora.

Edição de Abril, jornal "O Campista".

Já esta nas bancas na internet o jornal "O Campista", edição de Abril.

Para baixar, clique aqui.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Google Maps Brasil

O Google tem um serviço gratuito a disposição dos internautas brasileiros que pode ser um grande aliado na hora de escolher um camping que não conhece ou então pesquisar áreas de campismo desconhecida.
O Google Maps Brasil mostra fotos aéreas de todo o território brasileiro alem de tem um sistema de mapa bastante eficaz, que pode ser usado para traçar rotas entre destinos.

Exemplo, Camping Cabreúva.


Exibir mapa ampliado

Promoção Deuter

Quem não conhece, a Deuter é uma empresa do ramo de materiais para Alpinismo, expedição, e também do campismo. A marca foi fundada em 1898 e é conhecida pela qualidade de seus produtos, principalmente suas mochilas.
A empresa está com uma promoção bem legal, vale a pena participar, para isso clique aqui.


terça-feira, 1 de abril de 2008

Sierra Design e suas fantásticas barracas.

Essa é uma daquelas barracas que quando vemos ficamos impressionados. Pela sua qualidade, seu formato diferente , sua grandiosidade. Aos poucos irei colocar barracas deste porte aqui para que todos possam conhecer, apesar de não ser recomendada para os campimo não há como não se interessar.

Para uma expedição do grande-tempo, A tenda Mothership 8 ( 8 pessoas/4 estações) fornece toda a estrutura que a base do acampamento em grupo poderia necessitar. Cem e trinta pés quadrados do espaço interior, e uma barraca perfeita da logística a cozinha. Quatro portas e uma cobertura especial fazem da Mothership 8 à prova de intempéries, resultando em um repouso perfeito.

Fonte

sexta-feira, 28 de março de 2008

Nova linha de barracas Quechua 2008. Tendas Seconds.


A Francesa Quechua ja colocou a vendas nas lojas da Décathlon sua nova linha de barracas modelos Seconds. As principais novidades são as barracas de base, que podem ser usadas para as refeições ou abrigo em caso de chuva. Seu diferencial em relação as barracas tradicionais da linha é a altura do teto (1,90 mt), suas quatro portas laterais e a possiblidade de encaixar uma barraca a outra. A montagem segue o modelo das demais, é só jogar para cima que esta montada.
Outro ponto interessante são as séries limitadas, com cores e desenhos totalmente irreverentes e descontraidos, eu achei muito legal.
Preço: 99,90 Euros. Em reais, 500,00 (certa vez cotei o preço de uma barraca na Décathlon e percebi que um Euro, equivale a quase cinco reais para a venda. O preço é maior devido aos trâmites de importação.)

Uma outra barraca de base da nova linha, tem duas saidas acopladas e exclusivas para o encaixe das barracas seconds. Leva o nome de barraca de base full. Preço: 149,00 Euros.

Pontos positivos:

  • Altura das barracas.
  • Quatro grandes portas.
  • Possibilidade se se acoplar uma a outra.
  • Facilidade de montagem.
  • Qualidade.
  • Resistência a chuva.
  • Cores opcionais.

Pontos negativos:

  • Depois de montada a barraca não fica firme justamente por ser alta.
  • Preço. (eu achei um pouco caro, mas qualquer barraca estrutural desse tipo está na mesma faixa)
  • Não é possivel acoplar outro modelo de barraca que não seja Quechua.
  • Peso de quase 10 kg. Levar nas costas nem pensar.

Eu estou até pensando em comprar uma, acho que vale a pena. Adorei o modelo 2 Seconds II e 2 Seconds III.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Enquanto isso...

Bom, meu PC voltou da assistência técnica.

Por isso estou novamente fora do ar.

Acredito que todos tenham visto o novo visual do blog, espero que tenham gostado.

Enquanto isso, deixo a dica de visitarem o site da Quechua, a linha de produtos 2008 já esta disponível. Em breve comentários.

Um abraço.

André

sábado, 22 de março de 2008

The Pett - Banheiro químico para trilhas.

Falando em lenço umedecido, papel higiênico, eis que encontro a solução. Banheiro químico portátil usado em trilhas, acampamento e por forças armadas de diversos países. Detalhe para a facilidade de montagem e resisitencia do vaso em plástico. O video esta em Ingles, mesmo assim pode se entender o que é o banheiro.
Vídeo feito na Trilha Inca - Perú




Pergunta: A Sacola é um material hiper agressivo ao meio ambiente. Depois que vc "enche-lá" o que fará?

sexta-feira, 21 de março de 2008

Wing Cooler


Esta precisando de um produto dois em um? Um isopor de alta qualidade que se transforma em uma mesa para suas refeições. Super útil e interessante a um preço razoável. ( Eu compraria!)

Para comprar conheça essas lojas:
Para conhecer um pouco mais sobre o produto, conversar com quem tem o produto e ver fotos bacanas visite o blog do Alexandrito.